terça-feira, 20 de outubro de 2015

6 emoções perturbadoras (ligadas aos 6 reinos)

  1. Orgulho (reino dos deuses)
  2. Inveja e Ciúmes (reino dos asuras ou semi-deuses)
  3. Desejo e Apego (reino dos humanos)
  4. Obtusidade Mental e Preguiça (reino dos animais)
  5. Carência e Insatisfatoriedade (reino dos fantasmas famintos)
  6. Raiva e Medo (reino dos infernos)

As 6 emoções perturbadoras (ligadas aos 6 reinos da roda da vida) tendem a nos fazer praticar as 10 ações não-virtuosas.

10 ações não-virtuosas (de corpo, fala e mente)

  1. Matar (ação de corpo)
  2. Roubar (ação de corpo)
  3. Conduta sexual imprópria (ação de corpo)*
  4. Mentir (ação de fala)
  5. Agredir os outros verbalmente (ação de fala)
  6. Criar intrigas ou fofocas, difamar, gerar discórdia (ação de fala)
  7. Falar inutilmente, tagarelar (ação de fala)
  8. Ensinar coisas indevidas, visão errônea (ação de mente)
  9. Sentir raiva ou aversão a outros seres, má vontade (ação de mente)
  10. Manifestar avareza (ação de mente)

*Conduta sexual imprópria tem uma enormidade de detalhes e varia conforme a tradição. Podemos considerar, para facilitar, que conduta sexual imprópria seria qualquer ato sexual que cause sofrimento ao outro.

Estas ações se originam das 6 emoções perturbadoras.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Sobre retiros - Dicas

Em retiros, aproveitem as práticas em grupo! Meditem sempre que possível! Façam todos os pujas! Mesmo que seja seu primeiro contato, não entendam bem ou não sintam uma grande conexão, se beneficiarão só de estar ali.

Pensando em mim mesmo nas primeiras vezes que fui, achava que não tinha muita conexão com a prática de puja então não fazia muita questão de ir, não entendia muita coisa também. A meditação em grupo eu achava mais difícil que sozinho também (pessoal falando ou passando me desconcentrava), mas já sentia algo mágico na presença do Lama. Hoje em dia - pelo estudo - eu sei que repetir mantras ou as preces das sadanas no puja em grupo potencializa as práticas, assim como meditar. E desenvolvi uma percepção maior desses benefícios: as preces, mantras e meditações com a sanga toda eu sinto muito mais poderosas. Inclusive me "abastecem" para a prática solitária por um bom tempo, tanto na qualidade quanto na disposição para fazê-las (e por mais tempo também). Essa sensação de "abastecimento energético" ouvi também de várias pessoas da sanga.

Mas é bom lembrar que se qualquer causa exterior fez você se sentir melhor no retiro, é porque você tem isso em você. Assim, é possível manter esse estado por si mesmo, ou - pelo menos - prolongá-lo o máximo possível.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Monja Tenzin em Araras

Estava almoçando sozinho no segundo retiro de 2015 em Araras do Lama Padma Samten, depois de uma palestra super profunda, e se sentou ao meu lado uma simpática senhora com trajes de monja que lembrava minha avó. Perguntou da minha prática e contei que meditava há uns 3 anos, depois entrei no curso de facilitadores do CEBB e estava ali com mais 5 pessoas do GEBB-Recreio. Ela encheu minha bola. :) Nos poucos minutos de conversa que tivemos, me deu uma valiosa lição: só falou de seus defeitos. Teve grandes mestres: Lama Zopa Rinpoche, Chögyam Trungpa Rinpoche, Thich Nhat Hanh e agora o Lama Padma Samten. Teve uma vida fascinante, pelo pouco que deu pra ouvir, e enfrentou várias dificuldades mas seguiu em frente. Nos despedimos com um abraço e um sorriso. Seu exemplo, coragem e apoio me deram a doce impressão de estar no caminho certo e me estimulam a praticar cada vez mais.

P.S.: Encontrei na página do CEBB no facebook a foto abaixo e soube que no dia 2 de novembro de 2003 o Lama começava um retiro na mesma ACM em Araras, convidado pela Monja Tenzin, antes ainda de termos CEBB-RJ.


.